Cifonauta
NP-BioMar

 

Compartilhar
Buscar no site:
InícioEditoria DivulgaçãoProjeto pretende aliar turismo com transmissão de conhecimento sobre geologia

Projeto pretende aliar turismo com transmissão de conhecimento sobre geologia

Escrito por Luciano Abel  -  Publicado em Segunda, 24 Outubro 2016

Imagine passear pelo litoral norte do estado de São Paulo, vislumbrando praias paradisíacas cercadas por serras cobertas com a viçosa mata atlântica, enquanto aprende-se sobre a história geológica da região. É isso que pretende proporcionar o projeto "Roteiro Geoturístico do Litoral Norte de São Paulo" a quem estiver nos municípios de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela.

Como parte do roteiro, foram elaborados três painéis interpretativos para cada um dos municípios. Juntos, os 12 painéis descrevem a história geológica do litoral norte, a qual remonta há mais de 600 milhões de anos atrás, quando o nosso continente estava unido com a África, formando o Gondwana. Há cerca de 150 milhões de anos, este continente começou a se fragmentar, dando origem ao Oceano Atlântico e, mais tarde, à Serra do Mar.

Em Caraguatatuba fica o painel que sintetiza as informações, com o mapa de localização dos demais e a escala do tempo geológico. Além do tema principal, cada painel traz uma curiosidade sobre o assunto, que muitas vezes está relacionada a aspectos históricos ou ao meio ambiente. Há também um código QR (no canto inferior direito da maioria deles) que, ao ser acessado, leva a uma página da internet com um questionário sobre o conteúdo dos painéis e as pessoas que os acessam. O objetivo é avaliar se o projeto está cumprindo sua função de informar e também traçar um perfil do público visitante.

tabela copy copy

Os locais nos quais os painéis foram fixados são normalmente bastante frequentados por turistas e moradores, tais como os parques estaduais, praias e pontos turísticos, e têm relação com a história geológica contada. "A ideia é que os monitores dos parques e os guias turísticos possam utilizar os painéis para enriquecer suas informações. Por isso, já realizamos vários cursos de formação nos parques e estamos em vias de montar um curso também para os professores da rede pública do litoral." complementa a geóloga Maria da Glória Motta Garcia, professora participante do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Patrimônio Geológico e Geoturismo (GeoHereditas), do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP).

O GeoHereditas vem realizando estudos nos quatro municípios do litoral norte de São Paulo desde 2012, como teses de mestrado e doutorado. O objetivo destas pesquisas foi fazer um reconhecimento do patrimônio geológico da região e selecionar pontos importantes que registram um pouco da sua história geológica, chamados de geossítios. Posteriormente, os dados obtidos vêm sendo utilizados de várias maneiras, como suporte ao geoturismo, educação, cursos, divulgação científica etc.

20161021 144118 resized

Painel montado na praia do Segredo, próxima à ponta do Baleeiro, no  município de São Sebastião. Neste local são realizadas atividades de educação ambiental por meio do programa de visitas monitoradas ao Centro de Biologia Marinha (CEBIMar) da USP. Foto: Waldir de Paula.

De acordo com a professora Maria da Glória, “A ideia de montar um roteiro geoturístico (que não está finalizado e do qual os painéis são apenas parte) nasceu da necessidade de partilhar a informação gerada nas universidades com a população, ou seja, é o papel social do cientista, a democratização da informação. Além disso, a proposta vem ao encontro das atividades de Geoturismo, uma nova vertente do Turismo que apresenta uma abordagem sustentável e que propicia o benefício das comunidades envolvidas”.

O roteiro geoturístico do litoral norte de São Paulo está sendo financiado pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e teve o apoio da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. Como uma próxima etapa, o GeoHereditas pensa em expandir o projeto: “Já estamos trabalhando para ampliar o projeto para todo o litoral de São Paulo”, finaliza a professora Maria da Glória.

Para saber mais:

GeoHereditas: http://www.igc.usp.br/?id=geohereditas

Editoria: Divulgação
©2013 Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo
http://www.usp.br/cbm