Cifonauta
NP-BioMar

 

Compartilhar
Buscar no site:
InícioTextos que citam o NP-BioMar ou seus colaboradores

 

Navegue pelas Seções: 

Pesquisas: Informações sobre projetos de pesquisa em Biologia Marinha e áreas correlatas.
Eventos, cursos ou disciplinas: Da área de Biologia Marinha e afins. 
Oportunidades: Ofertas de trabalho ou estudo. 
Fontes de informação
: Novos sites, bases de dados, livros etc. 
Outros fatos: Relacionados à Biologia Marinha ou ao CEBIMar.

Navegue pelo tipo de conteúdo: 

Artigos: Análise de assuntos em destaque.
Notícias: Novidades em notas curtas.
Clipping: Compilação de notícias sobre Biologia Marinha.

Devido a mudanças climáticas globais, os principais arquitetos dos recifes de corais vêm sofrendo com branqueamento, doenças e sobrepesca. Assim, diversos esforços vêm sendo dedicados para melhor entendermos estes ecossistemas megadiversos. Uma das principais lacunas no conhecimento dos recifes coralíneos, mais especificadamente sobre a evolução dos mesmos, é a relação de simbiose entre os corais (hospedeiros) e algas unicelulares (dinoflagelados), que atualmente é tema de grande debate devido aos extensos registros de branqueamento nos principais recifes do mundo.

Uma pesquisa recente demonstrou como Lychnorhiza lucerna, uma das espécies de águas-vivas mais abundantes da costa brasileira, desenvolve e passa por uma série de mudanças em seus mecanismos de natação e alimentação. O trabalho foi realizado no Instituto de Biociências e no Centro de Biologia Marinha, ambos da USP, em parceria com pesquisadores norte-americanos do Marine Biological Laboratory. Foi utilizada uma câmera de alta velocidade, capaz de captar até mil quadros por segundo, para registrar o comportamento desses animais. Desse modo, movimentos que ocorrem no intervalo de um piscar de olhos foram "desacelerados", possibilitando a compreensão da mecânica e da dinâmica do funcionamento das estruturas corporais desses animais. (1)

Projeto prevê a duplicação da área do porto, com a construção de uma laje suspensa sobre a baía. Relatório elaborado por 16 pesquisadores da USP aponta que construção terá efeitos ‘catastróficos’ e ‘irreversíveis’ para o meio ambiente na região. 

©2013 Centro de Biologia Marinha da Universidade de São Paulo
http://www.usp.br/cbm